Skip to content

Poema em linha torta – Renato Miguel

by em 13/10/2014

À meia-noite meu sino tocou
Prata de lua nos cabelos teus
Encanto em verve que se anunciou
No teu sorriso meu andar se fez

Contei meu nome e não me respondeu
Cantou de volta o teu encanto em luz
Fugiu com as asas que o medo lhe deu
Mordeu o silêncio que o terror seduz

Efígie nobre, ao meu chamado torna!
Traz novas cores ao destino quisto
Ao meu afago tua bocheca cora
Não sei se luto ou se de vez desisto…

Corremos juntos num sonho inquieto
Em minha vigília fiz nossa canção
Não diga, eu sei, meus versos não são certos
Não sou poeta, vivo o coração.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: