Skip to content

Marianne – Renato Miguel

by em 28/04/2014

Marianne
De liberdade é feita tua bandeira
No teu cabelo ramos de oliveira
De igualdade é tua voz brilhante

 

Marianne
És meu espelho que o outro observa
Teu nome heroico, feito em fogo e pedra,
guiou estrelas de canções distantes

 

Marianne
Tua luz é água num plano de gelo
Degela-me o corpo; encanta, em paz, o outeiro
em que um calvário ardia, triunfante

 

Marianne
A tez de pedra fez ruir, quebrar
Teu olho líquido, só, quis despertar
Nos erros meus te vi em diamante

 

Marianne
No seu sorriso, os tesouros do mundo
Efígie nobre em meu amor fecundo
Altar em prata, fé edificante

 

Marianne
Sem tua brisa o veleiro naufraga
Sem tua força este mar seu deságua
Sou nau perdida em rio, à jusante

 

Marianne
Quem é seu Deus que não me revelou?
Por que demoras, se aqui estou?
Em noites claras ouvi, em canto, teu nome.

 

Oh Marianne!
Hoje sou nobre, soldado e trovador
Linguista, heroi, sou homem e seu senhor
Contemplo, ao longe, teu eco retumbante.

2 Comentários
  1. Marianne permalink

    Olá! Meu nome é Marianne e eu achei seu poema por acaso na internet, amei deus poema, um abraço!

    Marianne.

    • Renato T. de Miguel permalink

      Que bom que gostou! Fique à vontade pra ler os outros da página 😉
      Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: