Skip to content

Orgia da Palavra – Carla Guedes

by em 18/04/2013

Orgia da palavra:
Poesia.

Que brota no pátio,
no trago, no ócio,
no espanto;
Serpente destilada
do lancinante pranto,
e do prazer.

Homilia da palavra:
Poesia.

Que nasce do avulso,
da farsa, do aposto;
erigida do susto, do tido,
do oposto
existencial que é ser.

Moradia da palavra,
arritmia da palavra,
extasia da palavra:
Poesia.

Acima da orgia,
da homilia,
da antropofagia,
da urgência do meio dia,
da agonia, e do querer.

(A poesia, definitivamente,
é coisa deste mundo).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: