Skip to content

Se mudar – Thiago Amério

by em 02/04/2013
Poesia feita há anos, guardada e, portanto, perdida até então.
Mas como sempre há tempo para mudar.
Após o dia da mentira. Vamos lá, a verdade, prevalecerá. Vá.
 
mudança
 
 
Quanto mais a gente pensa que sabe,
mais estamos dispostos a errar e,
errando podemos quem sabe,
iniciar a mudança…
 
Mas não é um “se mudar” comum
é um “se mudar” diferente,
que só quem sabe (a gente)
consegue distinguir…
 
Porque se mudando,
sem saber o porquê,
não é um “se mudar”,
é sim a anulação da própria personalidade.
 
Veja, não menospreze os erros de verdade
posto que só com os desatinos 
sabemos qual é a nossa cara.
 
E assim, mudando-a, na medida do possível,
o nosso destino melhor tornar-se-á mais crível.
 
Já que caindo se aprende a caminhar,
e errando, quem sabe podemos,
no (en)fim, mudar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: