Skip to content

(O)caso – Carla Guedes

by em 07/01/2013

Seja nas dobras dos lençóis,
Ou nas dobras dos dias
Aprendi a beber
De cada estrela, ou poeira,
Minha dose de sinestesia.

E ao mesmo tempo
Trago o olhar alegre e triste;
Tanto pela falta existente,
Das coisas que a saudade fala,
Quanto pelo sol poente que insiste
Preencher o vazio da mala!

Sigo pouco a pouco a reerguer
Essa minha vida trôpega, arredia
Com mais significado,
Arte e sutileza
Com talvez, ainda mais, poesia.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: