Skip to content

Folia de Reis – Carla Guedes

by em 06/01/2013

As cinzas da folia
E o gosto vermelho da romã
São anúncios de que a vida
Retoma já o seu quinhão:

Rotineira, e sem enfeites
Adentrará a segunda-feira de Janeiro
Digna de contratempos, destemperos,
E quiçá, alegrias de ocasião.

O dia ameaça uma balada triste
E o comboio desejoso ainda pede
Que a folia não acabe tão estanque…
Mas o tempo, dedo em riste, não cede:

Faz do contraponto folião
Seu argumento e desejo.
Se não fossem os dias normais,
O que seria dos dias de riso e festejo?

From → Carla Guedes

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: