Skip to content

Consolo – Carla Guedes

by em 13/12/2012

Dessa sucessão compõe-se o mundo:
Às vezes veloz, às vezes lento
E por entre tantas órbitas confusas
Numa procissão profana e profusa
Faz girar relógio, ponteiro, pensamento.

Dessa imensidão tece-se a vida:
Infindar de consolo e desalento.
Ora riso claro, ora lágrima cristalina
Ser mulher proba, e também menina
Guarda ao mesmo tempo leveza e tormento.

Ah!, as voltas que o mundo dá
Até que se dê conta do agora.
Por hora, contemplo o momento:
Já não mais aflita pelo que foi, o que virá…
Só a paz infinita deste belo e ímpar sentimento.

From → Carla Guedes

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: