Skip to content

grão – Carla Guedes

by em 05/12/2012

Um Grão sozinho.
Uma insignificância no chão.
Quem passa não atenta
Ou nota a natureza do Grão.

Ele supõe sua própria existência:
– Pequenina existência – pondera;
Mas a grandeza de sua latência
Jamais olvida, ou desconsidera.

Pois sabe que ser grão é ser partícula,
E ter o legado do devir;
É ser um pedaço condensado
Em que cabe todo o porvir.

From → Carla Guedes

One Comment
  1. Carla Guedes permalink

    O Drão/ Grão do Gil:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: