Skip to content
Tags

,

Chutes à mãe – Thiago Amério

by em 13/05/2012

manu

Chutes na barriga te acordam,
e ao mesmo tempo te afagam.
Deveriam, certo, incomodá-la
mas eu, decerto, a amá-la.
 
E, ante a minha tenra idade,
esse era o meu modo de falar,
minha boca era só o calar,
e os chutes? – A única habilidade.
 
Através deles expressava a felicidade.
de estar em você, sob o ventre de luz,
agradecendo (chutando!) a oportunidade
de poder nascer, e é por isso que pus,
meus pés com força contra sua barriga,
para congratular aos céus a mão amiga,
que me proporcionou o bem maior: – a vida!
 
Torna-se até injusto só saudá-la às vezes,
já que está por nós em todos os meses…
NÃO te comemoro só em época certa e sabida.
 
E, antes que digam: – a data foi esquecida;
venho lembrá-los de uma lição genial:
– dia das mães é todo dia, superficialmente,
no Brasil a data atual.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: