Skip to content
Tags

Calma – Ana Ney

by em 12/05/2012
 
Há diversos momentos em que penso o motivo
de se ter tanto pressa e do nunca chegar,
e do instante perdido, no correr instintivo,
que por sua breveza só nos chega ao passar.
 
Há eternos momentos em que vivo um presente  
que se esvai no segundo que parei pra pensar
e, pensando me perco, procurando insistente
a razão da loucura do seguir sem parar.
 
Há constantes momentos em que sonho um futuro
que de certo se expira dentro do meu sonhar…
É que sonhos pertencem a um lugar mais seguro
e persistem com vida após ela acabar.
 
Mas nos vários momentos, feitos de um instante,
a certeza que o tempo é o agora; e o lugar
pode cada vez mais ir ficando distante,
se deixarmos pra trás o que viemos buscar!

From → Autores

3 Comentários
  1. Cacai de Almeida permalink

    Ana Paula, fico muito feliz por você revelar sua essência através das letras.
    Feliz, mas não surpreso…
    Daquele que muito te ama e admira.

    Seu marido.

    obs: Feliz dia das mães!

  2. Ana, você é mesmo poeta, não tenha dúvidas!!!! Adorei essa Calma!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: