Skip to content

Eu vi uma criança – Vânia Quaresma

by em 02/05/2012
E pro dia internacional do trabalho… não esqueçamos das crianças:

Eu vi um menino ao longe
Longe, muito longe, distante
 
Eu vi uma criança sorrindo
Longe, muito longe, distante
 
Eu vi um anjo sonhando
Longe, muito longe, distante…
 
Daqui só vejo ao longe
Pois o sonho me faz viajar distante
Meu desejo se faz concretizar
 
Agora não mais vejo ao longe
Pois já acordei do sonho
Voltei à realidade…
 
Sou aquele menino que outrora
Sorria, sonhava tranqüilo
Mas que acordado tenho que caminhar
Distâncias e mais distâncias
Implorando uma compra de uns chicletes
Implorando uma atenção
Implorando que me estendam a mão.
 
Não posso mais sonhar
Não tenho tempo
Pois ao anoitecer
Alguns trocados tenho que levar
Pra poder não sofrer, não chorar
Com a dor das pancadas
Que ardem não só as feridas não cicatrizadas
Mas provocam mal maior ao coração
Que mesmo ainda criança
Já sofre as marcas da agressão, rejeição
 
Oh. Deus,
Ainda sou criança
Quero poder dormir, sonhar
Longe, muito longe, distante
Mas que não me importo de caminhar
Distâncias e mais distâncias
Com esperança de achar
Aquela linda criança
Que outrora ousei imaginar
 
Brincando de bola, de pique-tá,
De pipa e de boleba
 
E à noite voltaria cansado
Mas não mais de trabalhar
E sim de brincar, de estudar
 
Encontrando conforto, afeto, carinho
Do que dizem ser um lar
Teria um colo, um ombro amigo
Mãos suaves me acariciando
Alguém que possa me amar!
One Comment
  1. Muito bom!!!!! Adorei!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: