Skip to content

Mão sua – Thiago Amério

by em 03/04/2012

A mão sua…
a quentura se dissipa,
sai do corpo até a tripa,
e você tenta conter,
o tão difícil de esconder:
o nervosismo do querer.
 
A mão soa…
ecoa pela transpiração,
transparece de paixão,
num reflexo involuntário,
lá do fundo do armário,
ô sentimento hilário!
 
A mão sua…
longe de qualquer tato,
perto de algum contato,
no início por palavras comuns,
no meio por mais zooms,
no fim por mais uns…
 
momentos que:
 
A mão soa…
soa como um aprendiz,
descobrindo o que ela diz,
ao tremer, suar e descobrir,
com olhos a aferir, o fácil de sentir,
constatar, reparar e rir…
 
A mão é sua!

From → Thiago Amério

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: