Skip to content

Bem aventurados… – Renato T. de Miguel

by em 15/03/2012

Um era sério, o outro andava reto, o terceiro era esperto e o último (que não era último) era muito sincero. Se conheciam bem, visto que eram irmãos. Uns, irmãos em sangue, outros, irmãos em Deus. Não havia lá muita diferença. Não andavam juntos. Nem sempre conversavam, mas, sem dúvida, se amavam, já que eram irmãos. Às vezes eles brigavam, e quase sempre se xingavam. Se um caía, outros três o levantavam, porque eram irmãos. Eram irmãos e só isso importava; nenhuma pergunta havia de ser suscitada. Não há dúvidas quando se conhece a estrada. E não há solidão quando se tem um irmão.

2 Comentários
  1. Concordo e gostei muito: “Não há dúvidas quando se conhece a estrada. E não há solidão quando se tem um irmão”.

  2. dmiguelrenato permalink

    Que bom que gostou, Alice. Foi sincero hhehehhe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: