Skip to content

Segundos – Filipe Piastrelli

by em 12/03/2012

E os olhares se cruzaram. Não com a cotidiana simplicidade de anos de convivência. A lucidez que preencheu os dois naquele momento, fê-los compreender como verdade, o que fingiam serem fantasias. As palavras da conversa boba que tinham perderam-se na impotência da fala diante de tudo que se lia na expressão de cada um. As mãos se tocaram, em meio a uma mescla de sentimentos, muitos indefinidos, mas que guiavam um para o outro. Dos olhos dela desceram lágrimas que o fizeram sorrir. Os pulsos acelerados, a ansiedade, a falta de fôlego e tudo que lhes era de direito, os entorpeciam. Os segundos que descrevem a cena pareciam uma pausa no tempo. E como se ainda restasse alternativa, hesitaram, e se beijaram.

2 Comentários
  1. Filipe, resumindo, primoroso!

  2. dmiguelrenato permalink

    Muito bom! Mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: